Vinte e cinco anos depois do último (e brilhante) crossover entre Dylan Dog e Martin Mystère, Dylan Dog foi posto à frente de Dampyr em 2017 – numa história dividida em duas partes que brindou o público italiano com quatro capas incríveis.

Após esse longo hiato, parece que a Bonelli finalmente percebeu o potencial desse tipo de edição: depois da repercussão obtida com a publicação do encontro comentado acima, a SBE achou interessante usar a mesma fórmula outra vez. Agora, Dylan Dog encontrará um personagem que também vive em Londres: Morgan Lost.

Ao contrário do crossover com Dampyr, a história será publicada em um volume único – provavelmente a cores.

O argumento ficará nas mãos de Claudio Chiaverotti (que já tem entrevista marcada conosco), escritor de algumas das mais brilhantes histórias de Dylan Dog e criador de Morgan Lost. Roberto Recchioni auxiliará na construção do roteiro.

Um detalhe: a série Morgan Lost se passa na década de 50, e Dylan Dog provavelmente irá viajar no tempo para encontrar o personagem criado por Chiaverotti – algo que não é problema para os roteiristas da Bonelli, visto que Dylan Dog já tever a oportunidade de conhecer até Ken Parker…